ENSCER

Login
Entrar em Contato
Ver Meus Contatos

APAE - Jundiaí

PROJETO INFORMÁTICA

O projeto de informatização das atividades pedagógicas teve seu início no mês de agosto de 1997, tendo por objetivo utilizar o computador como ferramenta auxiliar no processo pedagógico.

O projeto foi iniciado com as classes de Nível IV - I e J, que eram compostas de deficientes mentais leves, moderados e severos. Os jogos educacionais programados para estas classes seguiu a orientação do Prodeme para trabalhar diversos conceitos dentro dos programas de Matemática, Português e Educação Artística. Diversos profissionais da APAE estiveram envolvidos na definição do conteúdo específico dos jogos, que foram desenvolvidos pela equipe da EINA - Estudos em Inteligência Natural e Artificial.

As crianças utilizaram o computador individualmente durante duas horas semanais, sob a supervisão direta de uma terapeuta que se encarregava de explicar as atividades e avaliar qualitativamente o rendimento dos alunos, através de um relatório ao final de cada sessão. O número de conceitos trabalhados pelo aluno, bem como seus erros e acertos foram registrados pelo computador e utilizados para uma avaliação quantitativa mensal da evolução de cada aluno individualmente, e de cada classe como um todo. Reuniões quinzenais de todos os profissionais envolvidos no projeto, complementou o processo de avaliação, através da discussão da evolução de alunos mais problemáticos ou portadores de patologias específicas.

O resultado da análise quantitativa da evolução das classes, mostrou que, a cada mês que se passava, os alunos das duas classes trabalhavam um número maior de conceitos, com uma taxa maior de acertos e menor de erros, em relação ao mês anterior. O aumento do rendimento dos alunos foi estatísticamente significante quando os índices do mês de novembro foram comparados aos de agosto.

Os bons resultados obtidos estimularam a equipe a submeter um resumo do trabalho para apresentação na 5th Cognitive Neuroscience Society Annual Meeting, que se realizou em San Francisco em abril deste ano. O trabalho foi selecionado por uma comissão de neurocientistas internacionais, para apresentação na forma de poster. O Dr. Armando F, Rocha esteve em San Francisco apresentando o trabalho, que despertou o interêsse de inúmeros participantes.

Os bons resultado estimularam, também, a diretoria da APAE a decidir pela ampliação do projeto, que envolve este ano mais de 50 crianças em 6 classes.

Este ano passou-se, também, a registrar-se o Eletroencefalograma das crianças durante a execução de algumas atividades. Para isso, instalou-se um sistema para Registro do EEG e Manuseio de Jogos no ambulatório médico. Estas atividade fazem parte do convênio de pesquisa que se firmou entre a APAE de Jundiaí e a Disciplina de Informática Médica da Faculdade de Medicina de São Paulo.

Links Relacionados

Divulgações do Trabalho

Ressonância Magnética

Relatório do Mapeamento Cerebral

:: ENSCER - Ensinando o Cérebro :: 2019 ::