ENSCER

Login
Entrar em Contato
Ver Meus Contatos

Mogi das Cruzes

Capacitação Profissional

Oficinas Pedagógicas >>> Veja os Resultados (Clique Aqui!)

Os resultados do curso foram encorajadores, de modo que a Secretaria Municipal de Educação, em atendimento à solicitação dos professores capacitados em 2003, decidiu ampliar o projeto para o ano de 2004, com reuniões quinzenais entre a equipe do Projeto ENSCER® e os professores com alunos incluídos. Essas reuniões tiveram por objetivo capacitar os professores na caracterização dos alunos portadores de deficiência e de dificuldade de aprendizado, no planejamento das atividades em sala de aula e no acompanhamento do progresso escolar tanto das crianças incluídas como daquelas consideradas normais. Esse trabalho foi realizado através de discussões de casos apresentados pelos próprios professores da rede municipal. Nessas reuniões os professores também discutiam dúvidas sobre os temas desenvolvidos nos cursos teóricos em função da prática vivenciada em sala de aula.

A partir de fevereiro de 2004, iniciou-se reuniões quinzenais com os professores da Rede Municipal de Ensino que tenham em sua sala alunos especiais incluídos ou crianças com dificuldades de aprendizagem. Nessas reuniões, cada professor apresenta e discute a caracterização dos problemas de seus alunos; recebe orientação de como desenvolver seu trabalho em sala de aula e retorna para avaliar os resultados e discutir o desenvolvimento cognitivo obtido. Nessas reuniões os professores também discutem dúvidas sobre os temas desenvolvidos nos cursos teóricos em função da prática vivenciada em sala de aula acima discutida e planejada.

A motivação da Secretaria de Educação em oferecer o curso de capacitação e as reuniões com os professores foi gerada pela constatação de uma grande ansiedade entre os professores com alunos incluídos em sala. Essa ansiedade gerada pelo desconhecimento da professora em como entender o seu aluno incluído e como trabalhar para promover seu aprendizado muitas vezes gerava pedidos de transferência ou mesmo exoneração.

A realização do curso e a implementação das reuniões mensais reduziram esse quadro de ansiedade, como pode ser constatado por declarações dos próprios professores:

“A ansiedade de ter a criança especial em sala de aula desapareceu, foi substituída por uma melhor avaliação do problema e um melhor planejamento de trabalho”.

“Agora, estou me sentindo muito realizada com o progresso do meu aluno”.

“Não podia faltar a essa reunião, pois tinha que contar que meu aluno começou a falar... e está aumentando o número de palavras que está usando”.

“Depois da discussão comecei a trabalhar como proposto, e trouxe os resultados mostrando que a criança começou a reagir”.

:: ENSCER - Ensinando o Cérebro :: 2021 ::