ENSCER

Login
Entrar em Contato
Ver Meus Contatos

FAPESP - Mogi

Conclusões e Atividades Futuras

A implementação do projeto requereu o treinamento e capacitação de 16 professoras em 4 tipos de atividades, a saber: utilização do software Enscer®; para entrevistar os responsáveis pelas crianças para coleta dos dados da Base de Dados de Anamnese (BDA); avaliar o desenvolvimento cognitivo dessas crianças com a utilização do Enscer® gerando uma Base de Dados Pedagógicas (BAP) e utilizar esse sistema para promover o aprendizado da criança DA.

Os resultados obtidos com a análise da BDA e da Avaliação Pedagógica mostram que esse treinamento e capacitação dos professores foram adequados aos propósitdos do projeto.

A coordenação do projeto envolve o gerenciamento de um conjunto de atividades complexas desenvolvidas por um grupo de 16 professores e está sendo realizado através de visitas semanais às escolas participantes e diariamente através do Portal ENSCER® com os utilitários desenvolvidos para tais fins, como por exemplo:

1) o Sistema de Gerenciamento e Cadastramento de e-mails: que permite uma comunicação rápida e eficiente da coordenação com os professores e que está sendo utilizado para orientação específica sobre crianças e utilização do sistema ENSCER®;
2) o Sistema BDA: implementado no portal, permite as professoras cadastrarem os dados de anamnese, que podem ser avaliados e analisados imediatamente à distância, pela coordenação. Isto permitiu, no início, que a coordenação pudesse dirimir as dúvidas dos professores e complementar a capacitação presencial realizada para tal fim;
3) o Sistema de BAP: os resultados das avaliações pedagógicas realizadas com o sistema ENSCER® são cadastrados automaticamente na base de dados do Portal, facilitando assim sua análise e orientação do trabalho com as crianças.

Os resultados apresentados nesse relatório sobre a análise da BDA e BAP demonstram a eficiência dos utilitários implementados.

A análise da BDA e BAP permitiu a identificação de um conjunto de variáveis da BDA que poderão ser utilizadas como indicativas de uma disfunção neurocognitiva da dificuldade de aprendizagem. Assim, identificou-se que Antecedentes Familiares de Dificuldades de Aprendizagem (HDA), Problemas de Saúde Materna (SM), Estresse Materno (EM), Peso ao Nascer (PN), Histórico do Desenvolvimento Motor (DM) e da Aquisição da Linguagem (DL) se correlacionaram estatisticamente com o índice de erros em atividades de Leitura, Quantificação e Cálculo Aritmético.

A ampliação da BDA na segunda fase do projeto, incluindo dados sobre as crianças normais, permitirá um refinamento dessa análise inicial e o desenvolvimento de um sistema automatizado de caracterização da criança DA que apontará possíveis influências dessas variáveis da BDA no seu desenvolvimento cognitivo.

A utilização da técnica de Mapeamento Cognitivo Cerebral (desenvolvida no projeto FAPESP – PIPE 97/06020-9) permitiu uma análise do desenvolvimento dos circuitos neurais envolvidos no processo de alfabetização da criança normal (NO) e sua comparação com o desenvolvimento neural da criança DA. Mostrou-se, com a análise fatorial, que o baixo rendimento da criança DA está associado a um padrão neurocognitivo diferente daquele observado para a criança NO.

Esses resultados, junto com aqueles obtidos com a análise da BDA e BAP demonstram de maneira clara que as dificuldades da criança DA tem uma origem neural que precisa ser compreendida, para que a escola possa desenvolver processos adequados para promover o aprendizado dessa criança.

A ampliação do estudo de mapeamento durante a segunda fase do projeto deverá fornecer mais informações sobre o desenvolvimento neurocognitivo tanto da criança DA como da criança NO.

:: ENSCER - Ensinando o Cérebro :: 2019 ::