ENSCER

Login
Entrar em Contato
Ver Meus Contatos

FAPESP - Mogi

4. Metodologia

O principal objetivo consistirá na realização de um estudo eletroencefalográfico por Mapeamento Cerebral Cognitivo (MCC) associado à realização de atividades informatizadas sobre leitura, escrita e aritmética, semelhantes àquelas desenvolvidas em sala de aula, de acordo com o programa das escolas da rede pública para o ensino fundamental – primeira a quarta séries. Serão estudadas crianças identificadas como portadoras de distúrbios de aprendizagem ( principalmente dislexia e discalculia ) e seus colegas da mesma classe considerados normais. Uma análise de Regressão Linear Múltipla será utilizada para estudar a dependência do tempo de resposta em cada atividade e parâmetros tais como, sexo, idade e série escolar, etc.

O segundo objetivo consistirá no desenvolvimento de uma base de dados inteligente, que utilize os resultados obtidos da análise estatística, para que dados:

a) colhidos na matrícula da criança sobre a saúde materna na sua gestação, o seu desenvolvimento neuro-psico-motor, os antecedentes de seus familiares e de seu desenvolvimento neurocognitivo;
b) sobre o seu desempenho em sala de aula e
c) gerados na realização das atividades informatizadas acima estudadas,

possam ser utilizados para uma melhor caracterização do desenvolvimento cognitivo da criança em idade escolar e dos distúrbios de aprendizado que por ventura possa vir a exibir. Esse sistema poderá ser operado pela Secretaria de Educação, a partir da capacitação de funcionários específicos de cada escola.

O terceiro objetivo será o de avaliar o Sistema Enscer como uma metodologia de apoio para facilitar o aprendizado das crianças portadoras de distúrbios de aprendizagem, principalmente a dislexia e a discalculia. O conhecimento fornecido atualmente pelas neurociências sobre os circuitos cerebrais para processamento da leitura, escrita e aritmética serão utilizados para desenvolver atividades para leitura, escrita e cálculo aritmético, de acordo com as linhas discutidas por Rocha e Rocha, 2000.

O estudo será feito com os alunos matriculados nas escolas E.M. Astréia B Nébias, E.M. Prof. Adolfo Martini, E.M. Giomar Pinheiro Franco e E.M. Hélio dos Santos Neves da rede regular de ensino da Secretaria de Educação da Cidade de Mogi das Cruzes.

A partir da indicações fornecidas pelas escolas sobre o rendimento escolar, as crianças serão, inicialmente, classificadas como normais (GN) ou com potencial de distúrbios de aprendizagem (DA). O grupo DA será constituído por aquelas crianças com dificuldades no processo de aprendizagem da leitura/escrita (subgrupo DAL) ou da aritmética (subgrupo DAA), ou ambas dificuldades (subgrupo DAM)

:: ENSCER - Ensinando o Cérebro :: 2019 ::